Pesquisar neste blog

ANTES DE SAIR DESTE BLOG CLIC NUMA DE NOSSAS PUBLICIDADES

ACONTECENDO VOCÊ FICA SABENDO, AQUI:

quarta-feira, 30 de março de 2011

DESABRIGADOS DE ANTONINA SERÃO REALOCADOS EM 2 DIAS, DIZ O PREFEITO...



A prefeitura de Antonina, no litoral do Paraná, anunciou ao G1, nesta quarta-feira (30), a realocação de 70 famílias na próxima sexta (1º de abril) – elas estão em três abrigos temporários desde o fim de semana do dia 11 de março, quando chuvas causaram desmoronamentos e enchentes na cidade. Ainda há risco. Na última segunda-feira (28), 45 pessoas foram removidas de uma área

Há 18 dias, bairros tradicionais foram totalmente destruídos, como o Laranjeiras. Lá, algumas casas ficaram cobertas de terra até o telhado, sumindo em meio aos escombros. O lugar deve virar um parque. Em bairros vizinhos, quadras inteiras foram desocupadas e a volta dos moradores é impossível.
Alguns imóveis da prefeitura e outros cedidos pela Copel servirão de residência para os desabrigados até que casas definitivas sejam construídas. Na planilha apresentada pelo prefeito Carlos Augusto Machado ao governo do estado, o custo das obras é de aproximadamente R$ 27 milhões (400 casas).


“Neste primeiro momento a prioridade é tirar as pessoas dos abrigos. Elas precisam de intimidade. (...) Como as casas [para onde irão provisoriamente] são grandes, duas famílias ficarão juntas. A distribuição será feita por afinidade ou parentesco”, explica Machado.


As cerca de 250 pessoas serão dividias em dois mil metros quadrados de edificações e uma creche da prefeitura e cinco casas da Copel.


Seca
Há dois dias, a rede de água de Antonina foi paralisada pela 11ª vez; na manhã de hoje, por volta das 7h30, houve um novo rompimento da tubulação, informa o coordenador técnico do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), Paulo Broska.

De acordo com ele, uma grande parte do morro do bairro Quilômetro Quatro desabou, interditando completamente o acesso ao local das obras. Desde o fim da semana passada, o Samae trabalhava na construção de uma segunda tubulação, paralela a que sofria constante reparo. Mais da metade do trabalho estava concluído.

Agora, as duas tubulações estão soterradas. “A gente acredita que nos próximos dois dias a situação melhore, mas isso depende também das condições do tempo”. Neste momento (21:35h), chove em Antonina.

Fonte:http://www.guiame.com.br/v4/108511-1456-Desabrigados-de-Antonina-ser-o-realocados-em-dois-dias-diz-prefeito.html

sábado, 26 de março de 2011

RADIO SERRA DO MAR EM LUTO...


A Rádio Serra do Mar AM, dá adeus a ANTONIO CARLOS SILVA(Cabrito) um de seus melhores locutores da velha guarda e da atualidade, daqueles que faz rádio por amor, porque não dizer paixão. Eu particularmente o conhecia muito pouco, mas nos encontrávamos nos corredores da rádio Serra do Mar, entre um programa e outro quando lá trabalhei, Antonio Carlos, ficou famoso por sua voz de "Veludo" que encantava aos seus ouvintes em todos os sábados em seu Programa "Sabadão Express", das 15hs as 19hs,  com músicas dos anos 60 à 80, que ele as chamava de inesquecível...
Antonio Carlos,  gostava tanto de fazer rádio, que pagava para trabalhar e vinha de motocicleta em todos os finais de semana lá de Curitiba, e depois do programa hospedava-se na casa de seu fiél amigo de infância e mais que irmão,  Sidnei Cabral, na rua Mestre Adriano, e a noite aproveitava para dar umas voltinhas no Mercado Municipal, comer as deliciosas empadas e camarão na chapa do Joaquim Cocóta, sempre na inseparável companhia do Sidnei.
Tímido e de poucas palavras, éra um colecionador de Long Play em venil, de onde produzia o seu programa, como robe para a Rádio que amava.
Padre Marcos José, diretor da rádio e a Dany Oliveira, ficaram visivelmente abalados,com a morte repentina do amigo,  assim como, os demais colegas de trabalho e além do cortejo em seu sepultamento, em justa homegem ao colega, a Rádio Serra do Mar AM repetiu hoje o seu último programa, gravado no sábado dia 26/02, pois depois veio o Carnaval  e ele deveria voltar só no dia 12 ou 19/03, se as chuvas do litoral deixassem,  mas foi quando Antonio Carlos ficou doente, foi internado  e veio a falecer na manhã de ontem, sexta-feira 25/03.
Encerrou-se o SABADÃO EXPRESS, adeus meu colega ANTONIO CARLOS SILVA, Deus precisa de você na Rádio Celestial. Adeus VOZ DE VELUDO...    

quinta-feira, 24 de março de 2011

VEJA O DILEMA DO SAMAE DE ANTONINA E DA POPULAÇÃO...

O SAMAE de Antonina vem trabalhando exaustivamente para regularizar o sistema de abastecimento da cidade desde o dia 11/03, e NÃO CONSEGUE...! Por quê? Estão com tubulações antigas com mais de 50 anos, super antigas, os servidores técnicos operacionais  não são mágicos, fazem o que podem, pois não estavam preparados para tamanha tragédia, ninguém estava....é mister ações concretas e não paliativas para sanar os problemas estruturais do SAMAE, senão o povo vai continuar tomando banho de canequinha, mesmo sem chuvas.
Quando tudo isso passar, será preciso repensar o SAMAE, porque não parcerias com o SANEPAR e /ou FUNASA...? O SAMAE de Antonina, não pode continuar tão frágil.
E que  o pessoal de Paranaguá que não deêm risada, a Empresa de abastecimento de Paranaguá, também não está nada bem, estão sem água desde o Carnaval...
Agora veja as condições de trabalho dos operários heróis do SAMAE de Antonina: Isto ninguém mostra...













Enquanto isso a população continua no banho Checo-checo...





ISTO NÃO PODE ACONTECER...




Foto meramente ilustrativa...
Muitas instituições e pessoas que levaram doações para Antonina no domingo ficaram indignadas por estar fechado o local que abriga os alimentos, comandado pela Defesa Civil, na estação ferroviária. Sem opção, não tinham onde descarregar. A solução foi sair a campo e entregar pessoalmente aos necessitados os donativos.
Fonte: http://www.parana-online.com.br/colunistas/288/84566/

quarta-feira, 23 de março de 2011

5 MILHÕES PARA O LITORAL...E AS CASAS DESTRUÍDAS, SÓ COM O GOVERNO FEDERAL?

Beto Richa e os Prefeitos...

O governador Beto Richa assinou onte terça-feira (22/03) dois decretos para dar suporte à recuperação da atividade econômica nos municípios do Litoral que declararam estado de emergência e de calamidade pública em função dos estragos provocados pelas chuvas ocorridas neste mês de março.

O primeiro decreto cria o Programa Estadual de Recuperação Econômica do Litoral, que dispõe de R$ 5 milhões em recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE). O recurso vai financiar micro e pequenas empresas e empreendedores individuais dos municípios de Antonina, Morretes, Guaratuba e Paranaguá.

Richa também determinou a prorrogação por 90 dias do prazo de recolhimento do ICMS para estabelecimentos dos quatro municípios e isentou desse produtos e serviços doados às vítimas das enchentes no Litoral. A medida inclui as doações e o transporte destes materiais feitos até 30 de junho.

Na presença dos prefeitos Amilton Paulo da Silva (Morretes), Carlos Augusto Machado (Antonina), Evani Justus (Guaratuba) e José Baka Filho (Paranaguá), o governador agradeceu a pronta ação e a dedicação da equipe do governo, que resgatou centenas de pessoas antes dos deslizamentos de terra e deu atendimento imediato e de qualidade às famílias desabrigadas, trabalhando em conjunto com as prefeituras e levando solidariedade às pessoas.

“No primeiro momento procuramos salvar vidas. Agora lançamos um conjunto de ações planejadas para contribuir com o restabelecimento da atividade econômica, garantindo os empregos e a renda na região”, disse Richa. “Pedi ajuda ao governo federal e vamos somar esforços para continuar trabalhando forte na rápida recuperação do nosso Litoral”, afirmou.

O apoio do Estado para o restabelecimento da economia do Litoral inclui apoio técnico emergencial para atividades econômicas desenvolvidas na região por meio das secretarias da Agricultura e Abastecimento; Fazenda; Planejamento; Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul; Trabalho e Emprego; Família e Desenvolvimento Social; Casa Civil e da Emater.

Modalidades - O Programa Estadual de Recuperação Econômica do Litoral será gerenciado pela Fomento S/A. A agência concederá crédito em condições especiais para pessoas físicas, empresas e agricultores familiares. São três modalidades de financiamento, de acordo com a finalidade e o porte da renda dos beneficiados:

• Pessoas físicas e jurídicas com renda bruta anual de até R$ 360 mil poderão receber financiamentos na modalidade de microcrédito, no valor de até R$ 10 mil, para pagar em um prazo máximo de 36 meses, com 12 meses de carência. O pagamento deverá ser feito em prestações mensais e fixas, com juros nominais de 0,66% ao mês.

• Empresas dos setores industrial, de comércio e de serviços, com renda bruta anual entre R$ 360 mil e R$ 2,4 milhões, podem acessar uma linha de crédito de até R$ 300 mil para investimentos fixos e capital de giro. O prazo máximo para pagamento será de 60 meses, também com 12 meses de carência. As prestações serão mensais e fixas, com taxa nominal de juros de 0,66% ao mês.

• Agricultores familiares com renda bruta anual de até R$ 110 mil terão acesso a um crédito de até R$ 50 mil para investimento fixo e custeio, pela modalidade Agropecuária. Eles terão doze meses de carência para começar a devolver os recursos, o que pode ser feito em até 60 meses, por meio de parcelas mensais, semestrais ou anuais. Os juros nesta modalidade serão de 0,25% ao mês.

Contratação - Os financiamentos do Programa Estadual de Recuperação Econômica do Litoral poderão ser contratados enquanto perdurarem a situação de estado de emergência ou de calamidade pública nos municípios beneficiados, ou até 30 de setembro de 2011, caso seja prorrogado o estado de emergência ou calamidade, limitado ao valor global de R$ 5 milhões.

Os empreendedores individuais e empresariais interessados em adquirir o financiamento ou solicitar mais informações sobre as linhas de crédito devem procurar os agentes de crédito da Fomento S/A nas prefeituras de Morretes, Antonina, Guaratuba e Paranaguá. Em todas as modalidades, os mutuários deverão apresentar garantias e passarão por análise de crédito.

Fonte: AEN

O FUTURO JÁ CHEGOU. FALTA ÁGUA EM TODA PARTE DO MUNDO



Antonina e Paranaguá poderá ficar assim se não repensarem agora  os seus sistemas de abastecimento de ÁGUA.




AJUDEM PAIS DESESPERADOS...






LIGUEM PARA:
Veruska Vilarim
8839-5647 OI
8117-7060 VIVO

veruskavilarim@hotmail.com
veruskavilarim@gmail.com
gilson.vilarim@terra.com.br



quinta-feira, 17 de março de 2011

POVO SOFRE COM O VAI E VEM DA ÁGUA DESDE O DIA 11 DE MARÇO

E o Despero pela falta de água continua...

Caminhões com água mineral, materiais de limpeza e higiene e alimentos chegaram durante todo o dia de ontem à Estação Ferroviária da cidade. As doações serão encaminhadas para quem está abrigado nos colégios. A cidade recebeu também cerca de 5 mil frascos de hipoclorito de sódio para desinfecção de água. No final da tarde de ontem, um caminhão-pipa enviado pela Sanepar distribuiu água na saída de Antonina para Morretes.

Somente os funcionários das secretarias de Saúde e da área de limpeza continuam na rotina.

Parte do comércio de An­­tonina, como restaurantes, também foi afetada pela falta de água, cujo abastecimento foi restabelecido somente em alguns pontos da cidade. O Hospital Dr. Sílvio Bittencourt Linhares, cuja sede mudou para um hospital particular, já que está sendo reconstruído, opera normalmente, mas médicos que residem em Curitiba tiveram de ser transportados para a cidade em um helicóptero da Defesa Civil.

ANTONINA, NUNCA MAIS SERÁ A MESMA DEPOIS DO DIA 11 DE MARÇO...

Virou comum os sobrevôos da Mineropar em Antonina
Os moradores da Laranjeiras não poderão voltar pra casa, talves nunca mais...
Quem vê de cima nã acredita...
Laranjeiras de cima para baixo, ponto turístico da Pedra sismplesmente desapareceu...

Portinho, outro bairro que poderá ser riscado do mapa, ninguem entra ninguem sai...
Desespero da população ávida por água para beber...
Policiais fazendo o que podem pelo Bairro Laranjeiras, em cenário de guerra... 

A ajuda chega pelo mar, no Trapiche Municipal


A Mineropar fará sobrevoos diários em Antonina, no Litoral do Estado ,para verificar os deslizamentos e os problemas causados por eles. Até agora, a Mineropar relacionou cerca de 50 deslizamentos. Antonina é o município com mais ocorrências do tipo.

Segundo o diretor técnico da Mineropar, Rogério da Silva Felipe, os técnicos da empresa verificam quais deslizamentos poderão afetar as residências. Por enquanto, foram identificadas áreas que somam 130 casas e mil pessoas em situação de risco nos bairros Caixa D'Água, Laranjeiras, Graciosa de Cima, Batel, Portinho, Bico da Viúva e Tucunduva. “A Mineropar está avaliando o risco dos deslizamentos e a possibilidade de eles serem recorrentes. Os técnicos estão selecionando os graus de risco em alto, médio e baixo”, explicou.

Após este levantamento, a Mineropar fará outro para verificar quais as residências que não poderão ser mais habitadas. Com este laudo, a Prefeitura de Antonina providenciará dois tipos de abrigo: um de curta duração, para pessoas que poderão voltar às suas casas, e outro de longa duração, para pessoas cujas casas não apresentarem condições de moradia.

A Mineropar também fará o mapa de risco de Antonina a médio e longo prazos.

..................................................................................................................................................................


domingo, 13 de março de 2011

ANTONINA TERÁ AJUDA DO GOVERNADOR...


Beto, Esposa Fernanda e Canduca, vendo o caos do Laranjeiras.. 


Richa e o Bombeiro, vistoriando o Laranjeiras... 




Beto promete ajudada aos desabrigados...



Beto e Fernanda Richa sobrevoam Antonina
O governador Beto Richa afirmou ontem sábado (12) que o Governo do Estado não vai medir esforços para fazer o atendimento da população atingida pelas enchentes e deslizamentos em Morretes e Antonina. “Todo governo está mobilizado para enfrentar esta grave situação. Ficaremos na região o tempo que for necessário para restabelecer as condições de vida dos moradores”, informou o governador.

Richa convocou para este domingo (13) uma reunião com secretários de Estado e presidentes de autarquias e estatais para estabelecer uma estratégia de atendimento às vítimas e recuperação da infraestrutura. Ele já autorizou a prorrogação da Operação Verão, garantindo a permanência de vários equipamentos do governo no Litoral.

Beto Richa esteve nas áreas atingidas e ficou impressionado com os estragos provocados pela força das águas da chuva que cai desde quinta-feira nos dois municípios. “Eventos como os vividos no nosso litoral mostra que vivemos uma nova realidade ambiental que precisa ser melhor compreendida”, afirmou. “Em regiões com risco de deslizamentos, uma das primeiras ações é rever a ocupação do solo”.

Segundo o governador, a primeira medida dos órgãos do governo estadual na área é prover segurança para as famílias atingidas e promover a recuperação das ligações rodoviárias entre as cidades do litoral e a capital. “Temos cerca de 30 mil pessoas afetadas que precisam receber ajuda”, destacou a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa.

Desde sexta-feira já há uma força tarefa do governo atuando no litoral. Ela é formada pela Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária, profissionais das secretarias de Saúde,

Família e Desenvolvimento, Infraestrutura, Segurança Pública, Cohapar, Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Copel, Sanepar e Mineropar



O drama do Bairro da Laranjeiras...

sábado, 12 de março de 2011

11 DE MARÇO! O DIA EM QUE ANTONINA PAROU...2


Bombeiros em Ação na Rua Nestor de Castro...
 
Centro do Jard Maria Luiza...
 

Nem a Igreja Matriz Escapou...
 

Conde Matarazzo...


Maria Arminda...
Rua Leovegildo de Freitas - Casa de Sandro Servulo em perigo...
  

Rocha Pombo...







Carro de Bombeiros passando apuros px do Hospital na Av Uruguai...

.....................................................................................................................................................
Obs.: Comentarios de Rosil do Pilar: As fotos acima refletem uma realidade jamais vista pelo povo Capelista. Ainda ontem, antes de fechar as postagens, eu dizia que não existia vítimas fatais, hoje infelizamente, chegaram informações de que no Bairro da Laranjeiras, duas pessoas ficaram soterradas nos escombros de sua casa, um deles  foi o nosso velho conhecido Sr. Pedro de Deus Crates, de 74 anos, aposentado pela Prefeitura de Antonina, e ex-bilheteiro do antigo Cine Opera até o final dos anos 70, cujo corpo foi encontrado pelos Bombeiros agora a tarde por volta das 17hs, o corpo da outra pessoa ainda não encontrado, mas é da mesma família. Tivemos conhecimento também que uma jovem senhora, acabou sendo vítima em sua casa no bairro da Caixa D'água, não tivemos ainda acesso ao nome dela.
Atravez das duas Emissora de Rádio da cidade, fazendo um belo trabalho, diga-se de passagem - Serra do Mar AM e da Antoninense FM, todas as informações e orientações estão sendo dadas à população ao vivo. Para cumplicar ainda mais a situação O SAMAE informou pelas rádios locais, que irá faltar água na cidade por 3 ou mais dias, devido que a captação de água no Xaxim na PR 480 estrada do Cacatú, está prejudicada pelas chuvas com muito barro e lama. A gasolina, Alcoól e o  Diesel, acabou tabém agora nesta tarde. É que a cidade está isolada de Morretes, Paranaguá e da capital do Estado, não tem como virem abastecer com combustível e  água mineral   para a população, que já acabaram nos supermercados e postos de distribuição de gás.
SOLIDARIEDADE: A Primeira Igreja Batista de Antonina, montou um QG para abrigar os moradores do Bairro das Laranjeiras e outros, assim como, o Padre Marcos José, mobilizou as Igrejas  do Batel, Portinho e Matarazzo, para amparar as pessoas desabrigadas, além disso, montou um ponto de recepcção e triagem de doações no Salão Paroquial para ampliar a ajuda aos necessitados. A Primeira dama do Município, Senhora Elizandre R. Machado, mobilizou toda a sua equipe da Assitencia Social e do Provopar, e está dando todo apoio logístico às  famílias mais carentes da cidade e da zona rural. 
COMO AJUDAR? As igrejas envolvidas acima citadas e a Assitencia Social do Município,  pedem a sua ajuda com Fraudas descartáveis, roupas íntimas masc e fem., roupas, lonas, alimentos não perecíveis, leite infantil,  e principalemente Água Mineral, muita água, voce pode ajudar, procurando um dos centros acima mencionados, vamos fazer uma grande corrente de Solidariedade para os nossos Capelistas, façamos a nossa parte e virar a página sinistra desta história. Saia da frete do seu PC por alguns minutos e faça a sua parte agora.  E que Deus nos ajude, suspendendo as Chuvas...      

sexta-feira, 11 de março de 2011

11 DE MARÇO! O DIA EM QUE ANTONINA PAROU...

Caos na Laranjeiras e Leovegildo de Freitas... 

Rua Hermância Mendes - Tucunduva

Frente Hospital em construção...

Frente Rocha Pombo

Fundos do Centro Médico - Rua Nestor de Castro

Rua Nestor de Castro c/ a 5 de Julho

Av Thiágo Peixoto 
Centro Médico ao lado do Rocha Pombo



Tucunduva...
 
Portinho...
Barigui...
Rua Getulio Vargas e Malvinas...

Itapema..




Rua Leovegildo de Freitas em frente a Oficina Francar
 Obs.: Hoje sem dúvida nenhuma um dos dias mais tristes para a população de Antonina, foi o dia que a nossa cidade inteira PARAOU com fortes chuvas torrenciais desde as 15hs, o sistema de drenagem não aguentou e deu enchentes em todos os bairros. Bombeiros, policiais,Defesa Civil, correndo pra todos os lados tentando socorrer os mais necessitados. Até o presente momento não tive noticias de vítimas fatais, só danos materiais, onde o Prefeito Canduca com toda a sua equipe de obras, desde as 2 hs da madrugada estavam monitorando a cidade, que já estava em alerta pela Defesa Civil.
E atenção o SAMAE comunica que desligará o sistema de abastecimento a partir das 22hs até as 5hs da manhã, devido as possibilidades de infiltração de águas barrentas no sistema. A Copel desligou o sistema desde das 18 às 20hs, reestabelendo os serviços ainda a pouco de forma gradativa.


Agua leva a cabeceira da Ponte do Km 5 de Antonina e isola a cidade do resto do Litoral...

Pontes da zona rual, foram embora e da entrada da cidade, tive irformações agora mesmo as 23hs que acabou de ruir isolando a cidade daqueles que vem de Curitiba,Morretes à Antonina(foto acima). Este foi o dia em que ANTONINA PAROU, amanhã continuarei se Deus quiser...