Pesquisar neste blog

ANTES DE SAIR DESTE BLOG CLIC NUMA DE NOSSAS PUBLICIDADES

ACONTECENDO VOCÊ FICA SABENDO, AQUI:

terça-feira, 30 de março de 2010

LEÃO DE JUDÁ UM EXEMPLO A SER SEGUIDO

A Associação Beneficente Leão de Judá de Antonina lidera um projeto de prevenção ao uso de drogas.

O projeto “Sou Vivo não Uso Drogas” começou em março com a distribuição de folhetos em cruzamentos para estimular a participação da sociedade. Durante quatro meses haverá visitas nas casa, palestras nas escolas, apresentações de teatro e música e um evento esportivo.

A organização, ligada a uma igreja evangélica, diz que o projeto não tem conotação religiosa. Eles anunciam que irão apresentar testemunhos de pessoas que tiveram envolvimento com drogas que vão contar como se livraram do problema. (Correio do Litoral.com)
..................................................................................................................................................................
N.B.: Esta Associação de jovens evangelicos é corajosa e estão dando a cara para bater enquanto os outros tentam esconder o sol com a penera. Atitude, é isso que precisamos para enfrentar um assunto tão sério como este, cadê o Conselho antidrogas de Antonina ? Leão de Judá, eis um exemplo a ser seguido... 

quinta-feira, 25 de março de 2010

DEPUTADO FEDERAL RICARDO BARROS ESTARÁ HOJE NA CIDADE


Mais um pré-candidato ao Senado visita o Litoral. O deputado federal Ricardo Barros (PP) estará nesta quinta-feira (25) em Antonina.

A pre-candidata do PT Gleisi Hoffmann esteve presente nas praias em toda a temporada de verão e em janeiro ainda percorreu todos os sete municípios reunindo aliados e anunciando obras, projetos e recursos do Governo Lula para o Litoral.

A reunião com Ricardo Barros está sendo divulgada pelo vereador do PDT, Marcio Balera, o que dá uma mostra da indefinição sobre as coligações que serão formadas em 2010. A visita faz parte do projeto "Caravana Progressista" na qual o deputado pretende percorrer o Paraná inteiro para divulgar sua pré-candidatura ainda antes das convenções de junho..

Márcio Balera afirmou na última sessão da Câmara, terça-feira (23), que a presença do deputado “é uma ótima oportunidade” para buscar apoio para o projeto da ligação direta de Antonina com a BR-277. O vereador destacou que barros é é vice-líder do Governo Lula na Câmara dos Deputados e membro da Comissão de Transportes. “A obra da estrada já está inclusa no chamado PAC-2, porém existe a necessidade de um grande trabalho político para que ela saia do papel”, disse Balera.

“Com certeza a chance é agora, pois todos estão pensando em uma só coisa, votos, e essa é a hora de aproveitar”, afirmou o vereador que ainda destacou divedrsas qualidade do pré-candidato a senador. “Tem-se que ele é colocado como um dos cem deputados de maior influência no Distrito Federal em todos os poderes. Fica aqui então a dica, participem, não vamos escutar promessas e sim buscar comprometimento”, propagandeou.

O encontro com ricardo barros está marcado para esta quinta-feira (25/03), às 19h30 na sede do PIA (Patronato do Idoso), na Rua Heitor Soares Gomes, 58.(Correio do litoral.com)
..................................................................................................................................................................
N.B: O nosso povo , para votar em Senador ou em qualquer outro cargo público, deve antes conhecer a lista de serviços prestados ao Litoral e principalmente à Antonina, basta, chega de virem até nós e nos vender ilusões. O Ricardo Barros é um bom Deputado e tem posições firmes, porém que o mesmo ou os seus "assessores locais", nos mostre o que ele fez por Antonina e região enquanto político, suas emendas parlamentares, projetos, etc., que no passado ou no presente, tenham beneficado a nossa comunidade. Gostaria muito de divulgar aqui esse interessante trabalho. O POVO NÃO É MAIS BOBO...Se liga jacaré!

terça-feira, 23 de março de 2010

CAI O TODO PODEROSO - É A TREVA NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA...



Diretor-geral da Assembleia tem pelo menos 20 apadrinhados que receberam R$ 11,2 milhões da Casa. Parte deles nem sequer trabalha no Legislativo

Um dos homens fortes da As­­­sem­­­bleia Legislativa do Paraná é uma pessoa de bastidores, bastante discreta. Abib Mi­­­guel, o Bi­­­binho, é o diretor-geral da Ca­­­sa. Não demonstra o poder que detém. Nem o patrimônio que construiu ao longo de décadas de trabalho no Legislativo paranaense.

Respeitado pelos deputados estaduais, mas desconhecido pela população, Bibinho se mo­­­ve discretamente. Não permite ser fotografado, não dá entrevistas e costuma circular pouco pelos corredores da Assembleia.
Ganhou prestígio atuando como fiel escudeiro do ex-presidente da Casa Aníbal Khury, que comandou a Assembleia em diversos períodos das décadas de 80 e 90. Com a morte de Aníbal, em 1999, Bibinho não perdeu força. Foi mantido no cargo pelos dois presidentes que se revezaram no poder desde então: Hermas Brandão e Nelson Justus.

É gestor de um orçamento gordo – de R$ 319 milhões em 2009. Mas não tem a caneta para nomear e exonerar servidores do Legislativo – atribuições que cabem ao presidente e ao primeiro-secretário da Assembleia. Ainda assim, no quadro de servidores da Casa há uma rede de pelo menos 20 pessoas que estão ou já passaram pelo Legislativo ligadas ao diretor-geral e que recebem ou receberam salários da Casa. Dez deles admitem que não trabalharam na Assembleia. Alguns prestam serviços particulares para Bibinho. Outros nem sequer moram no Paraná. Essas são as conclusões de uma investigação feita pela Gazeta do Povo e pela RPCTV por quase dois anos, com base em mais de 700 diários oficiais da Assem­­­bleia.

Veja no infográfico, no final da matéria, alguns exemplos de atos "estranhos" publicados nos Diários Oficiais

Outros documentos obtidos pela reportagem revelam que a Assembleia fez 624 depósitos nas contas bancárias dos servidores que têm vínculo com o diretor-geral, de 2004 a abril de 2009, somando pelo menos R$ 11,2 milhões – uma média de R$ 18 mil cada depósito.

Jardineiro particular

O trabalho do grupo de funcionários públicos à disposição de Bibinho começa pelo quintal da casa dele, no bairro Seminário, em Curitiba. Lá trabalham o jardineiro Izidoro Vosilk, de 82 anos, e Ana Maria Vosilk, filha dele. A Assembleia depositou na conta de Vosilk, que se declara primo do diretor-geral, R$ 192 mil no período entre 2004 e abril de 2009. Ana Maria recebeu da Assembeia R$ 38 mil no mesmo período.

Abril de 2009 foi o mês em que a Assembleia divulgou, pela primeira vez na história, a lista de seus servidores. Mas pai e filha não estão relacionados nesta listagem. Sem saber que estava sendo gravado, Vosilk confessa que não trabalha no Legislativo paranaense. Sobre Ana Maria, o jardineiro diz que ela presta serviços na residência de Abib Miguel.

A direção da Casa também deposita dinheiro público na conta bancária de Josemi de Lara Cichon, cunhada de Bibinho. Mas, estranhamente, não a reconhece como servidora pública, já que seu nome também não está na lista de servidores da Assembleia.

Diferentemente de Josemi, Isabel Stein Miguel consta do quadro de pessoal da Casa. Ela é filha do Bibinho, mas não trabalha na Assembleia. A própria Isabel admite isso, sem saber que estava sendo gravada. Uma equipe da Gazeta do Povo e da RPCTV encontrou a filha do diretor-geral em São João d’Alian­­­ça, uma pequena cidade de Goiás, a 286 quilômetros de Brasília. Ela confirmou que trabalha na fazenda goiana de propriedade de Abib.

Em São João d’Aliança também trabalha Douglas Bastos Pequeno, que foi demitido da Assembleia em maio de 2007 e por isso não figura na relação de servidores da Casa. Numa salinha dentro de um hotel protegido por câmeras de segurança, Bastos Pequeno faz a contabilidade dos negócios do fazendeiro Bibinho. Apesar de não ser oficialmente servidor da Casa, a As­­sembleia fez depósi­­­tos na conta dele nos meses de janeiro, fevereiro e abril de 2009.

Além de Douglas Bastos Pequeno, outros 12 familiares dele recebem ou já receberam dinheiro da Assembleia. Sete estão na lista de servidores da Casa divulgada no ano passado.

Boa parte desses familiares de Douglas Pequeno mora em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, a 220 quilômetros de Curitiba. A ex-mulher dele e uma das filhas estão no quadro de pessoal da Casa, mas vivem tranquilamente na cidade catarinense. Abib Miguel foi procurado pela reportagem para comentar as denúncias. Mas não deu retorno.

Ilegalidade

José Vicente Santos de Men­­­donça, mestre em Direito Públi­­­co e professor da Fundação Getú­­­lio Vargas no Rio de Janeiro, afirma que a rede de relações do diretor-geral da Assembleia mostrada na reportagem “é uma ilegalidade flagrante”. “Casos de gente sendo nomeada sem trabalhar, salários acima do teto constitucional [para o funcionalismo, que é de R$ 26,7 mil] e apropriação privada do dinheiro público configuram crime”, afirma ele. “Nem a desculpa padrão de que faz um serviço em outra cidade se aplica numa situação dessas, já que há pessoas que trabalham em outros estados."
...................................................................................................................................................................
N.B: Na útlima quinta-feira- 18/03, o sr. Abib Miguel, "Bibinho", pediu afastamento do cargo, de forma simples e indignado, se dizendo inocente. Estaria a Gazeta do Povo e a RPCTV loucos para jogar toda essa M... no ventilador?  Porém meus amigos contra fatos não há argumentos, esta história vai envolver mais gente do que aparenta, e reparem todos as reportagens mostram quem recebeu ilegalmente o dinheiro público da AL e todos negam que receberam. Então quem realmente recebeu essa bufunfa toda ?
Na hora de receber o didim, todo mundo quer, mas na hora de arcar com a responsabilidade pala origem duvidosa e criminosa do dinheiro, todo mundo finge que não sabe de nada. Vão deixar o Bibinho se F... sozinho? É a treva na Assembléia Legislativa do Paraná...  

TRAGÉDIA EM PARANAGUÁ

Um incêndio que começou na madrugada de hoje terça-feira (23) destruiu o hipermercado Condor em Paranaguá.

O fogo começou às 4h30 possivelmente na padaria. Depois de se alastrar por todo o prédio, por volta das 8h já estava restrito a três pontos. Às 11h já estava deflagrado. Os bombeiros devem permanecer o dia todo no local para fazer o rescaldo e garantir que o fogo não retorne.

O Corpo de Bombeiros enviou 32 homens em seis caminhões e ainda duas ambulâncias e dois carros de salvamento. Foram mobilizados veículos e pessoal dos municípios de Matinhos e Pontal do Paraná para auxiliar no trabalho dos bombeiros de Paranaguá.

O hipermercado ficava no bairro Raia, era o maior do litoral e possuía as duas únicas salas de cinema comerciais da região. Em nota à imprensa, a direção do Condor assegurou que os 325 funcionários do hipermercado não serão demitidos. A maioria será transferida para outras lojas. O imóvel tem seguro e um novo mercado deverá ser construído no mesmo local.

Foto: Aniele Nascimento / Agência de Noticias Gazeta do Povo
...................................................................................................................................................................
N.B: A nossa solidariedade aqui de Antonina ao Povo de Paranaguá que viu o maior hipermercado do litoral ser consumido pelas chamas do sinistro. Mas temos a confiança que seus proprietários irão se reerguer das cinsas como a Fênix, tudo isso em menos de seis meses. Confiamos no poder de reconstrução do Grupo Condor. FORÇA...   

segunda-feira, 22 de março de 2010

PORTO DE PARANAGUÁ RECEBE NAVIO DE PASSAGEIROS - E O NOSSO PORTO ?


Hoje, segunda-feira (22), atracou agora às 7 horas, no Porto de Paranaguá, o navio de passageiros Veedan, da empresa Holland América, com 1.600 passageiros e 580 tripulantes. Os passageiros farão passeios em Curitiba e Litoral.

O Veedan faz um cruzeiro de volta ao mundo com passageiros na sua maioria alemães e holandeses. Procedente de Punta Del Este (Uruguai) o navio segue para outros destinos na costa brasileira após a escala Paranaguá.

Para organizar o receptivo dos turistas, houve uma articulação entre a Secretaria de Estado do Turismo, Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Associação Industrial e Comercial de Paranaguá, Fundação de Turismo de Paranaguá, Prefeitura de Paranaguá, Núcleo de Turismo Receptivo, Receita Federal, Polícia Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Agência Marítima Transgolf, Fundação Cultural de Paranaguá, Banco do Brasil, Abrasel Litoral e Adetur Litoral, entre outros.

Serviço: Chegada de navio de passageiros do Porto de Paranaguá

Dia – 22/03

Hora – 8h

Local: Porto de Paranaguá

Agenda: 5h navio entra em Paranaguá

7h navio atraca e Anvisa inspeciona, juntamente com Receita e Polícia Federal.

9h às 10h, os passageiros (480) agenciados saem do navio com destino a Curitiba e Litoral e os demais podem descer para passeios em Paranaguá. No receptivo haverá uma apresentação de fandango e ônibus para passeios pelo centro histórico de Paranaguá, com visita à feira de artesanato.

16h30 tripulação retorna ao navio

17h passageiros retornam ao navio

18h partida do navio.(AEN)

.................................................................................................................................................................
N.B.: O que eles não falam é que destes 480 passageiros agenciados, ou seja, estão com pacote fechado, passarão primeiro em Morretes e depois virão para Antonina. Tomara que os proprietários de nossos Restaurantes não cumpram a tradição de fecharem na Segunda-feira. Ou pior, será que eles estão sabendo disso ? Estão preparados para receberem estes turistas Alemães e Holandeses ? Tem garçon bilíngue aqui em Antonina? Tomara que sim, senão será a TREVA..

sexta-feira, 19 de março de 2010

"MÁQUINA DO TEMPO" NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ ? QUE VERGONHA.

Além dos documentos avulsos, outra situação encontrada com frequência nos diários oficiais da Assembleia também chama a atenção: os dirigentes da Casa fazem contratações e demissões retroativas em meses e até em anos – numa espécie de “máquina do tempo” de oficialização de atos. Essa “máquina do tempo” também antevê contratações, como se o responsável pela publicação adivinhasse quando um empregado seria contratado ou demitido.

Um exemplo é a contratação da servidora Elizandra Polak Luvizotto, publicada no diário n.º 24, de 26 de março de 2008. Poderia ser somente mais um ato corriqueiro da mesa executiva da Assembleia, nomeando uma servidora para a coordenadoria de cerimonial da Casa. No entanto, a data da nomeação, em que ela efetivamente teria começado a trabalhar, consta como sendo de 6 de junho de 2001. Ou seja, uma contratação retroativa em quase sete anos. Em todo esse período, a servidora não teve sua nomeação formalizada.O caso tem ainda outro agravante: em nenhum dos diários oficiais numerados consta a demissão de Elizandra. No entanto, o nome dela não aparece na lista de servidores da Casa divulgada no ano passado. Se ela ainda recebe da Assembleia, seu nome foi escondido. E, se já foi demitida, o ato continua secreto.
Se retroagir no tempo parece absurdo, os diários também registram “contratações futuras”. É o caso de Sandra Beatriz Formighieri Niederauer, cuja nomeação para o gabinete do deputado Caíto Quintana foi publicada em diário oficial de 14 de fevereiro de 2006. O ato, porém, foi assinado pelo então presidente Hermas Brandão apenas em dezembro de 2006 – somente 11 meses depois.

Para José Vicente Santos Mendonça, da FGV, todas essas situações levantam suspeitas. “Uma nomeação que acontece um ano depois da data da publicação não tem valor algum. Uma coisa é deixar de publicar um ato, um erro isolado, e outra é a prática sistemática de irregularidades.” ( Gazeta do Povo - 16/03/2010).
...................................................................................................................................................................
N.B.: Como o Presidente da AL, nosso conhecido Nelson Justos, deixou tudo isso acontecer ? E o seu Diretor Geral, Abib Miguel, mais conhecido aqui em Antonina e no litoral, por"Bibinho", como explicar tudo isso a nível Nacional ? Com que cara, os nossos Deputados vão agora pedir votos para reeleição nas proximas eleições, se não cuidam da transparecia da própria casa? É, o Ministério Público terá muito trabalho. SEM EXPLICAÇÃO ou será que tem?  


quinta-feira, 18 de março de 2010

FUNCIONARIOS FANTASMAS, DIÁRIOS SECRETOS,QUE VERGONHA...


O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Nelson Justus (DEM), anunciou na tarde de desta terça-feira que determinou a abertura de sindicância pela procuradoria jurídica da Casa para apurar as denúncias de divulgação de atos do Legislativo em diários secretos. Reportagens do jornal Gazeta do Povo e da RPCTV, afiliada da Rede Globo, apontaram a publicação de atos da Assembleia em diários avulsos não numerados.

Os diários avulsos existem em paralelo aos diários oficiais, e acabam sendo "legalizados", dificultando a fiscalização. Sequer os deputados recebem todos esses diários. A reportagem da RPC leva em conta levantamento feito pelos jornalistas do grupo dos atos oficiais da Assembleia entre 2006 e 2009. O levantamento apontou que mais da metade (56,7%) dos atos oficiais da Assembleia apareceram nessas edições avulsas ou não foram publicados. Descobriu-se, por exemplo que, cada diário oficial traz, em média, dez contratações, enquanto nos avulsos o número sobe para 65.

A reportagem citou o exemplo da agricultora Jermina Maria Leal da Silva, 60 anos, e sua filha, Vanilda Leal, 33 anos. Elas constam da lista de funcionários da Assembleia e teriam acumulado R$ 1,6 milhão de salários em cinco anos, mas garantem que nunca viram esse dinheiro, apesar de depositado em conta corrente em seus nomes. Moradoras de um casebre na zona rural do município de Cerro Azul, a cerca de 100 km de Curitiba, beneficiárias do Bolsa Família, dizem sequer conhecer a Assembleia.

Justus disse que defenderá a Assembleia "até a morte". Além da sindicância, ele disse que já procurou o Ministério Público para que acompanhe as investigações. "Nós vamos apurar todas as denúncias que vierem contra esta Casa e o Departamento Jurídico foi convocado para estar atento a eventuais abusos de qualquer reportagem", disse.

Sobre a possibilidade de existência de funcionários fantasmas, ele lembrou que a Assembleia iniciou um processo de recadastramento de todos os funcionários e reorganização de cargos no último dia 10 e que tem um prazo de 120 dias para conclusão desse trabalho. "Daí saberemos, funcionário por funcionário, deputado por deputado, onde trabalha, o que faz e quanto recebe", disse. O presidente da Assembleia comentou que é o responsável pelo início do processo de transparência na Casa e que Nenhuma denúncia ficará sem resposta. "Faremos isso, custe o que custar".

A assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual informou que o MP já entrou no caso, acompanha as denúncias, mas só se pronunciará nos próximos dias sobre o caso.
...................................................................................................................................................................

N.B.: Daqui a 120 dias os Deputados Estaduais entrarão em Campanha Eleitoral, daí o cheiro de Pizza no ar. E o pior, nunca sabem de nada, e apenas pré-supõe austeridade. Todavia é fácil de pegar, depois de abrir o processo legal, é só responsabilizar a pessoa ou pessoas que assinaram os atos secretos e depois listar os beneficiários e ver quem autorizou os depositos bancários, quebrar o sigilo e ver para quem realmente foi o dinheiro público. Cuidado Nelson Justus, estão querendo puxar o seu tapete em pleno ano eleitoral, aí na AL e o pior é que o senhor não sabe quem é.
Ah meu jesuscristinho, me acharam aqui na AL ! 

quarta-feira, 17 de março de 2010

ROYALTIES DO PRÉ-SAL. CHEGOU A HORA DE DIVIDIR O PÃO DOS GULOSOS...

Municípios Matinhos e Guaratuba perdem 

As duas cidades paranaenses que saem perdendo com as mudanças na cobrança de royalties são Matinhos e Guaratuba, no litoral do estado. Ambas têm territórios conflitantes com áreas de exploração marítima da Petrobras.

Segundo dados da CNM, Matinhos recebeu R$ 2,3 milhões em 2008, de acordo com a regra atual. Com a mudança, esse valor cairia para R$ 1,2 milhão. Em Guaratuba, a queda seria de R$ 1,8 milhão para 1,6 milhão.

Na contramão, Curitiba seria a mais beneficiada. Os recursos de royalties para a capital saltariam de R$ 2,4 milhões para R$ 21 milhões.

Os dados ampararam representantes da Associação dos Municípios do Paraná no lobby a favor da emenda. Dos 30 deputados federais do Paraná, 23 votaram a favor, seis faltaram e apenas um foi contra – Marcelo Almeida (PMDB). O resultado geral foi de 369 votos favoráveis, 72 contrários e duas abstenções.

Em todo Brasil, a estimativa da CNM é de que 5.365 municípios sejam beneficiados pela emenda. Somente 197 sairiam perdendo, especialmente nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Sergipe e São Paulo. (AG)

N.B: Matinhos e Guaratuba, perdem mas perdem pouco, temos que avaliar o contexto de todo o litoral.
Segundo os meus calculos as demais cidades irão ganhar até 8 vezes a mais do que arrecadam hoje com estes Royalties. Já Antonina, cuja previsão para este ano é de aproximadamente R$ 1,6 mil,(ICMS-Ecológico) poderá pular para R$ 12 milhões de reais/ano, sem falar em Morretes, Guaraqueçaba, Paranaguá e Pontal, será a redenção do Litoral é só saber aplicar tamanha receita. Se for aprovado hoje o Projeto, todos os Municípios pequenos do Brasil terão que fazer uma estátua para o Dep Federal Ibsen Pinheiro (PMDB-RS)  

VEM AÍ... A RADIO ANTONINENSE FM, UM SONHO QUE TORNAR-SE-Á REALIDADE

Idealizada pelo jornalista Jeferson Santos desde o ano de 2002, entra em operação, neste mês de MARÇO/ABRIL, a RÁDIO ANTONINENSE FM. A emissora nasce como uma nova e moderna opção de mídia para a região, tendo como finalidade dar oportunidade a difusão de idéias, tradições e hábitos sociais; estimular a integração social, o lazer, a cultura e o convívio social; prestar serviços de utilidade pública, integrando-se aos serviços de defesa civil e às campanhas pela melhoria da qualidade de vida da comunidade, permitindo o exercício do direito de expressão da forma mais acessível possível. Tudo isso sem deixar de lado a boa música, programas de entrevista e entretenimento.

A RÁDIO ANTONINENSE FM chega até você, onde quer que você esteja, operando no canal 252 – 98,3 MHz , Sistema de Radiodifusão Comunitária e, na Internet, radioantoninensefm.com.br. A emissora pretende ser o ponto de encontro de quem se interessa pelo que acontece em Antonina, Litoral e no Estado do Paraná; destacando ainda, notícias de outras unidades da Federação e de todo o mundo. Com uma programação variada e atraente, baseada na interação constante com ouvintes, artistas, formadores de opinião e entidades civis organizadas, esta será uma rádio múltipla, que se comunica cada vez mais e com mais qualidade com você, de um jeito simples, claro, gostoso e universal, um jeito capelista de ser. Por todo o Brasil, as Rádios Comunitárias têm sido instrumentos poderosos para a divulgação de notícias, prestação de serviços, valorização da cultura e da identidade das comunidades onde as rádios estão inseridas. Através da participação popular a cidadania será promovida com as pessoas passando de meros ouvintes a “agentes de comunicação”. Esta é uma das grandes finalidades desta emissora que inaugura um novo estilo de fazer rádio. Sendo a rádio um meio e não um fim, o cidadão passa a utilizá-la como forma de reivindicar e exercitar seus direitos.

NOSSA MISSÃO:
Ser um instrumento positivo na vida das pessoas que objetivam crescer, evoluir e ajudar a transformar Antonina e o litoral do Paraná num lugar melhor, onde a paz e a justiça social sejam extensivas para todos, aliadas ao fazer acontecer a solidariedade, a compreensão, a ajuda mútua e o amor entre as pessoas.

N.B.: E eu, Rosil do Pilar, aproveito a oportunidade para agradecer aos amigos Jeferson Santos, e o Maurcio Marchesine,  pelo convite que me fizeram,  para compor a equipe de comunicadores dessa promissora Emissora, onde em breve estaremos no Ar da 98.3MHz, Rádio Antoninense FM, no horario das 10:00hs às 14:00Hs, nos finais de semana. Me aguarde, vamos agitar o Litoral... 

terça-feira, 16 de março de 2010

O GOVERNADOR INAUGURA HOJE O NOSSO TRAPICHE MUNICIPAL. DEMOROU...

O governador Roberto Requião inaugura, na tarde desta terça-feira (16), em Antonina, as obras de restauração e revitalização do trapiche municipal, um dos pontos mais tradicionais da cidade. Foram investidos R$ 472 mil pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. A execução está sendo feita pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano.

Na sequência, Requião inaugura o Mercado do Peixe. Com aproximadamente 45 metros quadrados, o mercado do peixe fica nas proximidades do píer e ao lado do Mercado Municipal. São três boxes para pescadores locais venderem pescados e mariscos. Foram investidos cerca de R$ 80 mil.



Data: 16.03.2010 - terça-feira(hoje)

Horário: 15h

Local: Trapiche municipal e Mercado do Peixe de Antonina (rua Antônio Prado, Centro )
(AEN)

domingo, 14 de março de 2010

ENCHENTE... O PODER DA OBSERVAÇÃO POSITIVA

Em algum período da sua vida, você deve ter sofrido consequencias de uma enchente.
Eu mesmo tive a moradia várias vezes inundada no período que vivi no vale do rio Iguaçu (1979-2000), na divisa entre Curitiba e São José dos Pinhais.
Desde 2003 resido no litoral norte do estado, no topo de um morrinho localizado ao lado da PR-405 (estrada para Guaraqueçaba), no km 9,5. Essa via, com 80 km de comprimento, atravessa várias grandes planícies, onde ocorrem enchentes em períodos de chuvas prolongadas.
Nas enchentes maiores, em alguns pontos, o nível de água pode subir um metro acima da estrada, como no rio Potinga (km 28) e no rio Bananal (km 47,5). A enchente pode interditar o tráfego nestes locais e, consequentemente, interromper a linha de ônibus entre as cidades de Antonina e Guaraqueçaba, isolando os moradores da PR-405 até a água baixar, um processo que pode levar alguns dias. A última grande enchente, com interrupção do serviço de ônibus intermunicipal, ocorreu neste último sábado (6 de março).
Naquele dia, eu tinha algo para resolver em Antonina e por isso caminhei o trecho de 9,5 km até a PR-340, onde passa a linha de ônibus municipal Antonina - Bairro Alto. Essa caminhada pela PR-405 acabou sendo bastante memorável, pois na parte onde a estrada atravessa a planície do rio Cachoeira a vista era simplesmente magnífica! Neste trecho, entre o km 3 e o km 5, o nível de água variou entre 30 cm abaixo e 20 cm acima do nível da estrada, com o alagamento maior ocorrendo no km 3. A superfície aquática se estendeu de forma infinita em todas as direções. Tive a sensação de estar caminhando em cima do mar, como Jesus Cristo!   

A parte mais linda foi talvez a grande área aberta do km 4, onde no passado a floresta foi devastada para criar pastagem para búfalos. A nova proprietária do local (a SPVS) tirou os búfalos e está recuperando a área pela introdução (usando a técnica de estaquia) de duas espécies pioneiras lenhosas de locais pantanosos: o mulungu e a caxeta. Uma terceira planta nativa, a maricá, chegou de forma espontânea e hoje todas essas plantas jovens estão bem estabelecidas. Mas ainda domina no local, a braquiária-nua-de-folha-larga, o poderoso capim exótico ali introduzido pelo proprietário anterior para alimentar os búfalos.
Quando ocorre enchente, a água sobe, todo este imenso tapete de braquiária é levantado e é realmente magnífico ver o interminável mar verde de braquiaria flutuante e por toda parte pontilhada das cabecinhas das corajosas árvores e arbustos jovens, uma delas (a maricá) em plena florada. Foi também neste trecho da caminhada que vi, por volta do meio dia, um tatu-galinha atravessar a estrada. Normalmente, essa espécie é observada somente no crepúsculo e à noite.
Este registro serviu como lembrança de que as enchentes transtornam a vida de inúmeras espécies de animais nativos e não só dos seres humanos. Aliás, vi pouquíssimos outros animais nessa caminhada. No mar temporário, havia alguns grupinhos da marreca pé-vermelho nadando e uns poucos indivíduos de andorinhas em sobrevoo, fazendo o reconhecimento para Noé.
Chamou-me atenção a quase ausência de borboletas. Tinha feito exatamente a mesma caminhada três dias antes, em tempo ensolarado, e visto pousar em terra úmida na margem da estrada (para absorver substâncias nitrogenadas e sais), nada menos que dez espécies de borboletas (a). Mas nessa caminhada do sábado, no início com bastante sol e depois com nuvens, não encontrei nenhuma borboleta pousada no chão. Será que as duas noites anteriores, ambas extremamente chuvosas, tinham causados mortandade entre as borboletas?

Finalmente cheguei à PR-340 e peguei o ônibus para Antonina. De dentro do ônibus, vi também que estrada havia partes extensas onde a água estava a apenas um ou dois metros abaixo do nível do asfalto, havendo os dois lados da rua totalmente alagados e consequentemente a floresta. Isso mostrou, mais uma vez, que a construção de estradas em regiões planas é extremamente impactante, causando um efeito similar às barragens.
Por fim: se você, numa próxima enchente, quer curtir também a linda paisagem inundada da PR-405, recomendo calçar sandálias de material sintético ou botas de borracha e não esquecem de trazer binóculo e guarda-chuva. (Escrito por Andre de Meijer, no Correio do Litoral.com)

N.B.: Viu ! Se fosse nativo de Antonina, estaria jogando praga e reclamando das autoridades, de São Pedro, etc. e tal...

BlogBlogs.Com.Br

sábado, 13 de março de 2010

"PERSONA NON GRATA NO MUNICÍPIO". ETA VEREADOR PORRETA...

A Câmara Municipal de Paranaguá, aprovou, em sua sessão de terça-feira, 09, requerimento do vereador Carlos Roberto Frizoli (PTB) que declara o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Daniel Lúcio de Oliveira, persona non grata no município.
O vereador baseou seu requerimento em compromissos assumidos pelo superintendente em visita à Câmara em agosto do ano passado e que até agora, passados 180 dias da visita, não foram cumpridos.
Por nove votos a favor e apenas um contrário a Câmara aprovou o requerimento que aponta, entre as promessas não cumpridas a remoção das famílias que residem Vila Becker (área de risco próxima aos terminais de álcool do porto), a construção de um novo silo público e de uma câmara frigorífica na beira do cais e melhorias no acesso ao terminal, além de outros compromissos.
“Ele pediu para vir à Câmara em agosto do ano passado explicar os projetos do porto. Abrimos o espaço e ele anunciou uma série de melhorias. Cento e oitenta dias se passaram e nada foi feito. Por isso aprovamos o requerimento”, disse o presidente da Câmara Municipal de Paranaguá, vereador Antonio Ricardo dos Santos (PP).
A assessoria de imprensa da Appa emitiu nota dizendo que a manifestação de parte dos vereadores de Paranaguá não reflete a realidade. A nota diz que “as mudanças na estrutura do porto de Paranaguá são visíveis e, constantemente, têm merecido manifestações favoráveis por importantes atores da comunidade portuária”.
E cita investimentos como o de remodelação e ampliação do cais, e o de reestruturação e ampliação do Pátio Público de Triagem de Caminhões, que já foram homologados pelo governador e somam R$ 104,5 milhões.
“As obras do novo silo público graneleiro que terá investimento de aproximadamente R$ 45 milhões também já estão sendo licitadas”, explica a nota.
A assessoria da Appa também informou que a relocação dos moradores da Vila Becker está em andamento. Segundo a Appa, 32 famílias que estavam na área de maior risco já foram retiradas para imóveis alugados e a construção de cerca de 400 moradias já está sendo licitada. (fonte: Paraná Online)
...................................................................................................................................................................
Comentários: ( do Paraná Online)
Não só em Paranaguá como em Antonina também!!
escrito por Carlos, março 13, 2010

"Vejam bem imagine que em Paranaguá ele gastou milhões de reais ele é mal visto,agora vamos analisar em Antonina que também faz parte da APPA pelo menos no nome onde sucatearam,tiraram todos os recursos e estamos com apenas um navio desde do final de 2009,do quê ele pode ser taxado?"

N.B. É capaz de receber um título de Cidadão Benemérito ! ?


OS 75 ANOS DOS PORTOS DE PARANAGUÁ (e Antonina)

O Porto de Paranaguá - um dos principais portos graneleiros do mundo – completa, na próxima quarta-feira (17), 75 anos em operação. Antes reconhecido como essencialmente graneleiro, o Porto de Paranaguá consolidou-se, nos últimos anos, como segundo maior complexo multicargas do Brasil e tem uma participação importante na estrutura logística de exportações do setor produtivo brasileiro.

A programação do aniversário de 75 anos do Porto de Paranaguá começa neste sábado (13) com a realização de uma regata, a partir das 11h30. A largada da competição será no trapiche do Santuário do Rocio, em Paranaguá. Mais de 100 velejadores do Paraná irão participar da prova nas classes Oceano, Laser e Snipe. A regata comemorativa está sendo organizada pelo Clube Náutico de Antonina.

Para a próxima terça-feira (16), está programada a abertura da exposição 'Séries do Porto', no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. A mostra reúne 27 obras em desenho e pintura, que revelam que o Porto de Paranaguá serviu de inspiração para vários artistas paranaenses, nas décadas de 1960 e 1970.

Ainda como parte da programação, no dia 17, a partir das 10h30, na sede do Porto em Paranaguá, será realizada a cerimônia cívica de aniversário com lançamento do selo e carimbo comemorativos dos Correios.

O encerramento das atividades do aniversário de 75 anos do Porto de Paranaguá será com a chegada das embarcações Babitonga e Benevente, rebocador de alto mar Tritão e, também, a Corveta Imperial Marinheiro, pertencentes ao grupamento de navios-patrulha da região Sul da Marinha do Brasil. De 17 a 21 de março, os navios estarão abertos para visitação, das 14 às 18 horas.

NOVO RECORDE - Ao completar 75 anos, o Porto de Paranaguá, juntamente com o de Antonina, deve quebrar novo recorde, este ano, superando as 38 milhões de toneladas movimentadas em 2007. A expectativa é de que as exportações e importações ultrapassem 40 milhões de toneladas e ampliem para, pelo menos, 10% a participação dos portos paranaenses na balança comercial brasileira.

Além disso, os investimentos programados para este ano completam mais uma etapa da trajetória de transformações dos portos do Paraná. Para 2010, uma das principais obras será a de remodelação e ampliação do cais, nas quais serão investidos R$ 95,7 milhões.(AEN)

N.B. Será que Antonina irá aparecer na Foto, sem dragagem, sem navio, com operações quase parando ?

quarta-feira, 10 de março de 2010

NO FUTURO QUEM NÃO PAGAR IPTU ESTÁ F...

É isso aí. O Governo quer ampliar o poder de seus tentáculos e tramita na Câmara Federal projeto que dará mais poderes aos Fiscais da Receita.

Hoje, se o cidadão deve impostos como IPTU e IPVA o Governo precisa recorrer a Justiça para abrir processo que pode ou não penhorar bens do contribuinte para quitar a dívida. Se aprovado, isso não será mais necessário.

O que espanta é o teor do projeto. É previsto que fiscais possam inclusive arrombar portas sem precisar de mandato!

Alguém aí vê alguma semelhança com ditaduras? Imagina…

N.B. Daí sim, estamos F...#$*@

terça-feira, 9 de março de 2010

12 DE SETEMBRO DE 1714 É A DATA DE FUNDAÇÃO DE ANTONINA.

"Foi aqui no litoral que nasceu o Paraná, no século XVI, durante o Ciclo do Ouro, quando surgiu Paranaguá e no século seguinte as vilas de Antonina e Morretes.
É uma cidade histórica, notadamente pelo conjunto arquitetônico antigo, ruas estreitas e uma tranqüila População que conserva suas tradições culturais e religiosas. Os primeiros povoados datam de 1648 e 1654. Além da estraordinária beleza paisagística, Antonina com seus monumentos históricos e sua bela baía, oferece também diversos atrativos turísticos.
Seu terminal portuário, que foi o 4º do Brasil no ciclo da erva-mate, foi recentemente reativado para o escoamento de carga geral, e que funciona num sistema de barcaças,único no país.
Sua baía é a mais adentrada do litoral brasileiro e suas águas São propícias para os esportes aquáticos.
O capitão-Provedor sesmeiro de Nova Vila (Paranaguá), Gabriel de Lara, concedeu as primeiras sesmarias do litoral paranaeanse aos senhores Antonio Leão, Pedro Uzeda e Manuel Duarte, considerados fundadores de Antonina.

Segundo Ermelino de Leão, entretanto, o fundador da Capela de Nossa Senhora do Pilar da Graciosa (Antonina) foi o Sargento-Mor Manoel do Vale Porto.
Em 1714, D. Frei Francisco de São Jerônimo, bispo do Rio de Janeiro, autorizou a construção de uma capela em homenagem à Virgem do Pilar nesse pequeno povoado e, assim, 12 de setembro de 1714 ficou considerada a data de Fundação de Antonina.

Era conhecida como Capela, daí seus habitantes serem chamados de capelistas. Em agosto de 1797, foi elevada à categoria de Vila, com a denominação de Antonina, em homenagem ao D. Príncipe D. Antônio. Em 06 de novembro de 1797, sua sede foi elevada à categoria de Comarca da Província de São Paulo."
O descrito acima, foi comprovado atraves de um  profundo estudo realizado em 1994, quando fui o Presidente da Camara Municipal de Antonina, na época a pedido do Prefeito Ironaldo Pereira de Deus, formamos um grupo de pessoas ligadadas a Associação de Preservação do  Patrimonio Historico de Antonina,  liderado pela Profa. Iza Maria Vieira Azim, Tania dos Santos, Gene Feres Stanicia , Sonia Maria Mendes, Rosil do Pilar, Anselmo Fernandes, e outros. Na época, dona Iza Maria e Tania dos Santos, foram até o Museu do Rio de Janeiro, e coletaram cópias de vários documentos( hoje guardados nos arquivos da Camara ou no arquivo Público da cidade) onde concluiu-se que a data de Fudação de Antonina é 12/09/1714 e a sua emancipação politica em 06/11/1797, oitenta e três anos depois. Isso é um fato, cujos documentos ainda existem cópias sob a guarda da renomada estudiosa Profa. Iza Maria.
Além disso, descobriu-se que Antonina, éra e ainda é,  a única cidade do litoral que não comemora a data de sua Fundação, por isso, as outras cidades são aparentemente mais velhas que a nossa, causando um desalinhamento na sua história no contexto do litoral. É inaceitável simplesmente dizer ou concluir sem maiores e profundo estudos, que 06 de Novembro de 1797  pode ser considerado a data de Fundação de Antonina, ledo engano.        
COM TODO O RESPEITO, NÃO MEXAM NA HISTORIA DE ANTONINA, SEM ANTES ESTUDAREM E MUIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIITO. SE NÃO, ERMELINO DE LEÃO VAI SE REVIRAR NO TUMULO...

segunda-feira, 8 de março de 2010

A VERDADE SOBRE O DIA 8 DE MARÇO.

Dia Internacional da Mulher



PORQUÊ O DIA 8 DE MARÇO ?


Neste dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto em Portugal como no resto do mundo.

O QUE SE PRETENDE COM A CELEBRAÇÃO DESTE DIA

Pretende-se chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher.
PARABENS A TODAS AS MULHERES DE ANTONINA E DO MUNDO... 

quarta-feira, 3 de março de 2010

AS POSSIBILIDADES DE REVISÃO DE VENCIMENTOS PARA OS SERVIDORES MUNICIPAIS EM ANO ELEITORAL

Neste ano de  2010 teremos eleições para a escolha do Presidente da República, Governador do Estado, Senadores, Deputados Federais e Estaduais. Não se tratam, portanto, de eleições municipais. Entretanto, o pleito eleitoral que se avizinha no ano novo apresenta implicâncias na ordem administrativa dos Municípios, sendo importante um redobrado cuidado dos agentes públicos locais para não incidir nas condutas vedadas pela legislação que rege as eleições.

Notadamente, em 2010 teremos eleições cuja circunscrição se insere no âmbito estadual e federal. Ocorre que a Lei Federal 9.504/1997 com suas alterações posteriores, conhecida como a Lei das Eleições, traz regras que devem ser observadas por todos os entes da federação, portanto, inclusive pelos Municípios, mesmo que nas próximas Eleições não exista a disputa para os cargos de Prefeitos e Vereadores.

O art. 73 da Lei das Eleições estabelece todas as condutas que são vedadas aos agentes públicos (Prefeito, Secretários, cargos comissionados, servidores efetivos, admitidos em caráter temporário e todos que ocupem função pública) em ano eleitoral.

A maioria das proibições previstas no art. 73 da Lei Eleitoral se aplica, no meu sentir, aos agentes públicos municipais, independentemente se as eleições forem locais (Prefeito e Vereador) ou gerais (estadual e federal). Outras, porém, somente na circunscrição do pleito, diferenciação que se abstrai do próprio conteúdo da lei eleitoral.

Existe uma discussão na doutrina e na jurisprudência acerca da correta definição de “circunscrição do pleito”, ou seja, se as condutas vedadas aos agentes públicos em ano eleitoral se aplicam indistintamente a todas as eleições, independentemente se o pleito for municipal ou geral (estadual e federal).

O Tribunal Regional Eleitoral de SC já teve a oportunidade de se pronunciar no sentido de que nas eleições federais e estaduais, o município não faz parte da circunscrição do pleito. Esta é, sem embargo, a posição mais coerente, razoável e proporcional, para evitar que a administração pública municipal fique engessada quando as eleições se destinarem a escolha de Presidente, do Governador e dos legislativos estadual e federal.
É importante que os administradores públicos municipais tenham em mente, contudo, que nas eleições de 2010 não se aplicam às nossas cidades somente aquelas condutas do art. 73 da Lei Eleitoral que expressamente limitadas ao universo da circunscrição do pleito.

Com efeito, agora em 2010, não pode ser caracterizada como conduta vedada aos agentes públicos dos Municípios, mesmo durante os três meses que antecedem à eleição e até a data da posse dos eleitos, a nomeação, a contratação ou de qualquer forma a admissão, a supressão ou a readaptação de vantagens, a remoção, a transferência ou a exoneração de servidor público; e, ainda, a revisão geral da remuneração dos servidores, desde que, obviamente, atenda-se aos requisitos legais específicos para cada ato administrativo, ou seja,  a data base tem que ser obedecida. O Município pode realizar concurso público e processos seletivos normalmente no ano eleitoral.

O que a meu ver está vedado aos agentes públicos municipais e pode caracterizar a infração à legislação eleitoral, é a cessão ou uso, em benefício de candidato, partido político ou coligação, de bens móveis ou imóveis pertencentes à administração direta ou indireta dos Municípios; o uso de materiais ou serviços, custeados pelos Governos ou Casas Legislativas, que excedam as prerrogativas consignadas nos regimentos e normas dos órgãos que integram; a cessão de servidor público ou empregado da administração direta ou indireta municipal do Poder Executivo, ou o uso de seus serviços, para comitês de campanha eleitoral de candidato, partido político ou coligação, durante o horário de expediente normal, salvo se o servidor ou empregado estiver licenciado.

Também está vedada a feitura ou a permissão de uso promocional em favor de candidato, partido político ou coligação, de distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social, custeados ou subvencionados pelo Poder Público; a feitura de pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, fora do horário eleitoral gratuito, salvo quando, a critério da Justiça Eleitoral, tratar-se de matéria urgente, relevante e característica das funções de governo.

Isso não bastasse, também está vedada em 2010, inclusive para a as administrações públicas municipais “a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior”, conforme previsto no parágrafo 10 do art. 73 da Lei Eleitoral, com redação que lhe foi determinada pela Lei Federal 11.300/2006. Importante ressaltar que tal proibição abrange todo o ano eleitoral, ou seja, a conduta é vedada de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2010. Entendo que não está proibida, por exemplo, a distribuição legal, regulamentar e regular de bens e serviços, tais como a merenda escolar, os medicamentos da alçada municipal, as campanhas de vacinação, o fornecimento de cestas básicas, os programas sociais, os programas de desenvolvimento rural ou econômico, entre outros que já vinham sendo desenvolvidos em anos anteriores e com previsão orçamentária, mas efetivamente o uso promocional ou político destes programas ou mesmo de outros que venham a ser instituídos e implantados em ano eleitoral, como meio de promoção de candidatos ou como propaganda eleitoral.

Os Municípios devem se atentar também para o disposto no art. 73, inciso VI da Lei das Eleições, o qual explicita que nos três meses que antecedem o pleito estará vedada a realização de transferência voluntária de recursos da União e do Estado aos Municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, apenas ressalvando-se os recursos destinados a cumprir obrigação formal (convênio ou contrato de repasse) celebrada e para a execução de obra ou serviço, que já tenha sido iniciado antes do período eleitoral, desde que o cronograma de execução esteja prefixado para adentrar o período eleitoral. As situações de emergência e de calamidade pública também podem ser atendidas durante o período eleitoral.

Como se vê, existem diversos pontos que as administrações municipais e, em especial, os agentes públicos devem ser ater no exercício de 2010, posto que podem implicar em caracterização de conduta vedada em matéria eleitoral. Nesse aspecto não basta que o Prefeito ou os secretários tenham conhecimento destas implicações. É preciso que tais informações sejam socializadas a todo conjunto de servidores que integram a administração pública e mesmo aqueles que exercem funções em conselhos e comissões, para o adequado entendimento das regras em ano eleitoral.
E por ultimo lembramos que: independente da política remuneratória, os governos (Federal, Estadual ou Municipal) devem legalmente conceder a revisão anual, garantida pela Constituição Federal (Inciso X do Art. 37). E tem mais, a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101/2000), Art. 22, Parágrafo Único, Inciso I, exclui a revisão anual do limite prudencial.

terça-feira, 2 de março de 2010

PREFEITOS DO LITORAL PARTICIPAM DA ESCOLA DE GOVERNO E ASSINAM IMPORTANTE TERMO


O governador Roberto Requião e prefeitos de sete cidades do Litoral paranaense assinaram, durante a Escola de Governo de hoje, terça-feira (2), termo de cooperação para o funcionamento da Universidade no Litoral, em conjunto com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Paranaguá (FAFIPAR). O objetivo é realizar ações educacionais integradas, ofertar cursos de graduação, técnicos e atividades de pesquisas e extensão nos municípios.

Segundo Requião, a idéia de construir um campus da UFPR em Matinhos surgiu para garantir desenvolvimento humano, cultural e econômico da região litorânea, ampliando o acesso à educação superior e com prioridade para a comunidade local.

“A sede da UFPR Litoral foi construída com recursos do Paraná, por meio de uma parceria que entregou o imóvel em comodato. Foi uma solução para desenvolver as cidades e melhorar a vida no Litoral fora de temporada. Investimos R$ 15 milhões nas obras de construção e mais R$ 5 milhões recentemente, totalizando R$ 20 milhões.”, explicou o governador.

De acordo com o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, o Paraná vive um período muito positivo para o ensino superior. “Temos a união das universidades estaduais e federal, temos o campus no Litoral, garantimos a Universidade Tecnológica Federal e, mais recentemente, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana, a Unila.”, enumerou ele.

A expectativa é que em 2012 a Universidade do Litoral atenda cerca de 2.020 estudantes e ofereça cursos de mestrado e doutorado interdisciplinares. Hoje o campus da UFPR em Matinhos tem 1.180 alunos, sendo que 75% são naturais de cidades litorâneas. Com proposta pedagógica fundamentada em projetos e 72% das aulas no período noturno, são oferecidos 15 cursos de graduação, dois de pós-graduação (em serviço social e em educação do campo) e 174 projetos de aprendizado.

Para Valdo Cavalett, diretor da UFPR Litoral, a parceria com o Governo do Estado, através das secretarias de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Educação; e Obras Públicas, foi fundamental para que as atividades dos alunos tivessem impactos positivos direto nas comunidades, fora das salas de aulas e por meio de ações solidárias e de desenvolvimento sustentável. “Nossa trajetória no Litoral é feita de luta, persistência, coragem, desafio e, acima de tudo, amor e cooperação”, disse ele.

“Nosso projeto educacional é voltado para aperfeiçoar o protagonismo e a capacidade de auto-gerenciamento das pessoas que moram nas cidades litorâneas e também em região de extensão no Vale do Ribeira, região paranaense com o menor índice de desenvolvimento humano. Nossos alunos são do Litoral e nossos professores, a grande maioria com doutorado, mora no Litoral. São pessoas comprometidas com a luta por melhorias e desenvolvimento local”, completou.

Atualmente, a Universidade realiza atividades em Antonina, Guaratuba, Guaraqueçaba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná. A atuação na região do Vale do Ribeira envolve os municípios de Adrianópolis, Cerro Azul, Doutor Ulysses, Itaperuçu, Rio Branco do Sul e Tunas do Paraná.

TERMO - Além do governador e do reitor da UFPR, assinaram o termo de cooperação a secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Lygia Pupatto; o diretor da Fafipar, Antonio Alpendre da Silva; e os prefeitos: Eduardo Dalmora (Matinhos), José Baka Filho (Paranaguá), Carlos Augusto Machado (Antonina), Riad Said Zahoui (Guaraqueçaba), Evani Cordeiro Justus (Guaratuba), Amilton Paulo da Silva (Morretes) e Rudisney Gimenes (Pontal do Paraná). (AEN).
..................................................................................................................................................................
Agora é só aguardar os resultados para que o mercado de trabalho absorva a nossa juventude esperançosa pelo ainda, primeiro EMPREGO...